Páginas

terça-feira, 30 de março de 2010

Como prolongar a vida útil da bateria do seu notebook

Uma excelente matéria, derrubando alguns mitos e esclarecendo bastante coisa sobre a conservação de nossas eternas, ou não tanto, baterias.

Clique no título para ir direto para a matéria.

sábado, 27 de março de 2010

Para os paraibanos,

Mas é principalmente para os não paraibanos que amam a Paraíba ...

Paraibano não fica solteiro... ele fica solto na bagaceira!
Paraibano não vai com sede ao pote.. ele vai com a bixiga taboca!
Paraibano não vai embora... ele vai pegá o beco!
Paraibano nao diz 'concordo com vc' ... ele diz 'Né isso, homi!!'
Paraibano não conserta... ele Imenda!
Paraibano não bate... ele 'senta-le'a mãozada!
Paraibano não sai pra confusão... ele sai pro 'MUÍDO'!
Paraibano não bebe um drink... ele toma uma!
Paraibano não é sortudo... ele é cagado!
Paraibano não corre... ele dá uma carrera!
Paraibano não brinca... ele manga!
Paraibano não toma água com açúcar... ele toma garapa!
Paraibano não engana... ele dá um migué!
Paraibano não percebe.... ele dá fé
Paraibano não vigia as coisas... ele pastora!
Paraibano não sai apressado... ele sai desembestado!
Paraibano não aperta... ele arroxa!
Paraibano não usa zíper... usa 'riri'!
Paraibano não dá volta.. ele arrudêia!

Vejam no post completo, algumas fotos lindas da minha terra...









terça-feira, 23 de março de 2010

Que coisa...!!!

Homem sentado em uma poça de mercurio.



Fonte: http://digg.com/d31JWta

quinta-feira, 18 de março de 2010

Manual do caroneiro.Campanha: Dê carona !

Essa é a dura realidade dos alunos da universidade onde ensino: UERN! Embora o video seja divertido, experimente ficar todo dia num sol de 40 graus, sem carona e sem transporte coletivo e a 4 km do centro. Ótimo para andar a pé, hein?!

Recordando Sessão da Tarde

Não sei se ainda é assim hoje, mas na minha infância, assistir os musicais de Gene Kelly, Fred Astaire, Bing Crosby, Frank Sinatra, Dean Martin e até mesmo o fazedor de caretas - imitado hoje em dia por Jim Carrey - Jerry Lewis, era tudo. Eu adorava os musicais. Hoje eles têm muitos efeitos especiais, mas não têm o glamour que tinham naqueles dos anos 50. Eu gostava também de Debbie Reynolds (clique para ver o video, estava desativado para incorporação no post), assistia a todos os filmes dela (dentre os quais este abaixo), e os de Doris Day (a queridinha da América na época, em especial adorava o filme Calamity Jane - trad. para o português Ardida como Pimenta, este que está no vídeo).

Porém, este estava disponível e eu adoro esta música - Secret Love, super-romântica. Inclusive Jorge Vercilo canta uma bela versão em português.


Eram histórias ingênuas, daquelas de Hollywood, sempre com um happy end. Era mentira, mas fazia a gente se sentir tão bem!

É nesse intuito, que dou bom dia (Good Morning) a todos vocês hoje. Quinta-feira, todos cansados, ansiando que chegue o fim de semana - e espero que chegue num piscar de olhos. Então aproveitem o video.


Gostaram? Então passem à frente a mensagem de bom dia. Um grande abraço.

segunda-feira, 15 de março de 2010

Manifestantes se reúnem em protesto pelo cão enforcado em São Paulo | ANDA - Agência de Notícias de Direitos Animais

Assine petição contra a violência contra os animais
Muitas vezes não consigo expressar minha indignação com o que os homens chamam de civilização. Na minha visão de mundo, nós que temos consciência da nossa própria existência e de outros seres que compartilham este mundo conosco, temos a responsabilidade de zelar por ele. Isso quer dizer ter amor por todas as criaturas vivas, embora seja a favor de por fim ao sofrimento extremo de qualquer ser.

Sou uma apaixonada por animais, em especial por cães, acho até que vocês devem ter notado. Muitos dos meus posts são sobre meus próprios cães. Quando me deparo com qualquer cena de abuso fico simplesmente sem palavras. A utilização de animais como cobais, a crueldade gratuita me revolta simplesmente. Não acreditei quando li a notícia abaixo. As cidades grandes, não sei qual é o sentimento que geram contra a natureza, criam cada vez mais sociopatas de todas as espécies. Por mais que busquemos não conseguimos encontrar respostas para parar ou, pelo menos diminuir, a barbárie humana.

Manifestantes se reúnem em protesto pelo cão enforcado em São Paulo | ANDA - Agência de Notícias de Direitos Animais

Boa semana a todos

Meu amigo @pnogueira56 do twitter sempre tem uma mensagem otimista nas segundas feiras para passar a semana com o espírito mais leve. Desta vez ele mandou este vídeo que é ótimo. Adoro o charleston, quem dera saber dançar.


Que esta semana seja ótima para todos nós.

domingo, 14 de março de 2010

Praia de Redonda - CE

Redonda é uma dessas praias que ainda não foi totalmente tocada pelo axé, pagode e sertanejo nos carros que passam com o som tocando no máximo. Está localizada em Icapuí (CE), ainda uma cidadezinha a beira-mar, com muita tranquilidade e sua principal atração é, sem nenhuma sombra de dúvida, O MAR. Fica a pouco mais de 1 hora e meia de Mossoró, onde moro. Mas quando a falta de opção de uma cidade, sem praia, sem cinema e nada mais o que fazer do que beber e comer, sem dúvida uma pequena viagem - sem muito trânsito nas estradas - é tudo que alguém poderia querer.

Na beira da praia, alguns restaurantes administrados ainda por pescadores e seus familiares oferecem uma peixada digna de qualquer deus do Olimpo. Isso aliado a uma cervejinha gelada, a falta de pressa, o sol - mas prefiro ficar na sombra - e uma paisagem de doer, torna esta praia de Icapuí.

Do alto da estrada que chega a praia, podemos ver dezenas de barcos dos pescadores. É realmente de tirar o fôlego.
 
Algumas falésias para quebrar a monotonia da paisagem plana da praia. E a beleza continua...



Sem dúvida, quando qualquer um de vocês vierem ao Nordeste, é um lugar imperdível.

Posted by Picasa

Yoani Sánchez

Veja a entrevista com a blogueira cubana Digite aqui o resumo do post em Saraiva Conteúdo . É muito interessante. Conheça Cuba como ela realmente é com o texto e foto de Marcio Debellian

Professor: uma profissão estressante 2

Existem coincidências na vida que são interessantes. Alguns dias depois de eu ter publicado sobre a questão do stress do professor, recebi um e-mail através de uma lista de discussão que participo, reproduzindo um texto escrito por Clovis Rossi, da Folha de São Paulo, falando justamente sobre a mesma questão, que, por sua vez, havia sido matéria do El País (Argentina), em07/09/2009.

Reproduzo o teor aqui, obviamente sem nenhuma intenção de plágio, mas apenas por considerar que a questão da educação tem sido relegada não só no Brasil, mas em diversos outros países, inclusive alguns que pareciam ser modelo na matéria, e que algumas considerações vêm de encontro à minha "queixa" anterior.

A seguir, o texto.


A impunidade da ignorância

LONDRES - Pelo choque que me causou, repasso ao leitor o essencial de artigo do escritor espanhol Rafael Argullol para "El País".

Começa relatando que alguns dos melhores professores universitários espanhóis estão se aposentando "precipitadamente". Cita dois motivos: "o desinteresse intelectual dos estudantes e a progressiva asfixia burocrática da vida universitária".

Explico o sentimento de choque: não sei se a situação ocorre também no Brasil, mas sei que o caldo de cultura descrito por Argullol é parecido no Brasil (como, aliás, no resto do mundo).

Os professores, escreve Argullol, "se sentem mais ofendidos pelo desinteresse [dos estudantes] do que pela ignorância". Acrescenta que um amigo lhe disse que "os estudantes universitários eram o grupo com menos interesse cultural da nossa sociedade, e isso explicava que não lessem a imprensa escrita, a não ser que fosse de graça, que não buscassem livros fora das bibliografias obrigatórias, ou que não assistissem a conferências se não fossem premiados com créditos úteis para serem aprovados".

É o triunfo do que o escritor chama de "utilitarismo". Os estudantes são adestrados na "impunidade ante a ignorância", porque o conhecimento é um "caminho longo e complexo" e perde para o imediatismo da posse instantânea.

Não tenho informações para afirmar se essa situação ocorre também no Brasil. É evidente, em todo o caso, que há ou houve recentemente uma discussão sobre a asfixia burocrática.

Gilberto Dimenstein já comentou, tempos atrás, o fato de que professores de universidades públicas estavam se aposentando cedo e passando ao ensino privado.

O utilitarismo e o predomínio do individual são características contemporâneas globais. Estamos nós também cevando "a impunidade ante a ignorância"?

crossi@uol.com.br

Agosto, mês do desgosto?!

Dizem que agosto é o mês do desgosto, mas acho que muitas pessoas consideram mais o mês de março - ou, pelo menos os três primeiros meses do ano - que deixa sequelas em todo o primeiro semestre, mais exatamente, no que se refere ao nosso bolso.

Sem entrar no méridos das pessoas que têm filhos e querem dar-lhes uma boa criação e educação formal. Muitas pessoas gastam seu décimo como se não houvesse amanhã já nas festas de fim de ano. Em seguida vem o carnaval - compra de abadás, fantasias, aluguel de casas temporárias, passagens, ida a retiros de qualquer espécie etc. - e logo em seguida começam as aulas. Matrícula, livros, fardamento and so on...

Vejamos agora as outras coisinhas que a classe média deve enfrentar. Temos IPVA, IPTU, imposto de renda (a pior mordida de todas), prestação de casa e/ou de carro. É difícil de aguentar. Não são todas as pessoas que ganham os tubos ou têm a oportunidade ou a falta de ética de meter a mão no dos outros. Os impostos são extorsivos, sinto muito mas não há outra expressão adequada. Principalmente em um momento em que todos nós fomos estimulado a nos endividarmos pelo próprio Governo e agora temos que "dançar miudinho", como dizemos aqui no Nordeste, para nos haver com todas estas dívidas.

É certo que devemos nos organizar e existem formas e sites na internet que nos ajudam a fazer isso - como exemplo dou o gBolso -, mas a minha sensação é sempre que este mês de março nos puxa o tapete. Não sei se a sensação dos leitores é a mesma, mas vem logo depois de fevereiro, que é um mês curtíssimo, dando a impressão de tornar o mês seguinte muito mais longo. Como chegar até o fim? Não sei a resposta, mas parece que sempre chegamos.

sexta-feira, 12 de março de 2010

Professor: uma profissão estressante

Sou professora universitária há 14 anos. Como todos, no início comecei com muito entusiasmo e dedicação - não que eu já não tenha mais dedicação, ela continua -, mas o entusiasmo... fugiu e não sei para onde foi. Todos os semestres começo com esperanças de que vou encontrar alunos interessados, que tenham uma relativa cultura geral. Bem, eles - o feras - até começam com um certo interesse, mas aos poucos a universidade vai lhes incutindo, ao invés de saber, cultura... vícios. 

A expansão realizada nas universidade de forma irresponsável e eleitoreira - falo de uma universidade estadual - onde em cada município de 500 habitantes o prefeito quer um núcleo avançado, esvazia a instituição de recursos e de qualidade de infraestrutura e de condições de trabalho para o professor. Existem professores que por uma pequena diferença de salário, sujeitam-se a viajar 2 ou 3 horas para dar aulas em municípios que não têm a mínima condição de funcionamento de uma escola de nível médio, quanto mais de um curso universitário. O professor se desgasta e o seu tempo de aperfeiçoamento e atualização vai para o espaço.
Isso, sem falar na competição - desleal - entres colegas "educadores" e a corrida de obstáculos implantada pelas agências "fomentadoras" (de quê, às vezes me pergunto) por publicações e a realização de atividades do famoso "tripé": ensino, pesquisa e extensão. Não se leva em conta as características de cada professor. Existem os que simplesmente amam estar em uma sala de aula, outros que adoram as atividades de pesquisa e há os que gostam de interagir com a comunidade. Estas três características dificilmente vêm juntas em uma só pessoa.


Por isso, a profissão de professor é bastante desgastante emocionalmente. Outras profissões como os profissionais da saúde, advogados, policiais e bombeiros, que trabalham sob pressão e que não podem correr o risco de tomar atitudes precipitadas sofrem de uma síndrome conhecida como "burn out" (desgaste profissional).


Sintomaticamente, esta síndrome se caracteriza pelo cansaço físico e intelectual, pela indiferença e a sensação de fracasso pessoal e profissional, de não saber mais o que fazer para realizar suas tarefas a contento. fazendo-os muitas vezes perder a saúde em geral. Os sintomas são fadiga física, intelectual e sexual prolongadas, cansaço permanente, e perturbações psicossomáticas de diversos graus - tenho colegas que tiveram síndrome do pânico, inclusive eu -, assim como, uma tendência à desmotivação e ao desinteresse, somada a uma dificuldade nos relacionamentos sociais que dificultam o contato com amigos e colegas. Além disso, as pessoas com a síndrome do desgaste profissional tendem a não respeitar os prazos estipulados, reduzem suas atividades de lazer, vida sedentária, perda da confiança em si mesmo, questionamento de seus valores profissionais e pessoais.


Não se assustem, por todos esses problemas, mas às vezes considero o professor como aquele velho palhaço de circo: enquanto sua vida particular desmorona, tem de manter um sorriso e ainda fazer graça para sua plateia.

Você também pode ver sobre o assunto:
PUC-PR
Universia
http://bases.bireme.br/cgi-bin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=LILACS&lang=p&nextAction=lnk&exprSearch=405870&indexSearch=ID
Ser professor universitário

terça-feira, 9 de março de 2010

Ontem - O dia Internacional da Mulher



Poucos sabem, mas existe um dia Nacional da Mulher, é o 30 de abril , que já havia aparecido no Faxina da Memória e poderia ser utilizado para pensar na situação da mulher brasileira no trabalho, na vida doméstica, na sua relação com seus companheiros, filhos e restante da família e na sua situação como cidadã. Ainda está em tempo.
Mais no post completo...


Muitas pessoas comemoraram o dia internacional da mulher com poesias etc. Eu acho que a mulher de hoje, sem esquecer que a poesia também é vida, ainda precisa avançar muito mais para ter um cotidiano mais igualitário com o homem... embora isso venha mudando pouco a pouco.

Precisamos lembrar, que filhos são feitos a dois, portanto o cuidado para com eles no dia-a-dia, também devem ser compartilhados, inclusive levar e buscar no colégio, creche ou o que quer que seja.

Que chegar em casa, nem sempre é sinônimo de descanso. Existe o lixo para jogar fora, coisas a serem colocadas nos lugares, lavar pratos, arrumar guarda-roupa, dar banho em crianças, cachorros e continua uma lista infindável.

Maridos - sou solteira, portanto tenho que fazer tudo isso sozinha -, ajudem suas esposas, pois chegar em casa não significa sentar no sofá e ver uma partida de futebol.

Aos que são sensíveis à dupla jornada de trabalho da mulher dos séculos XX e XXI, dou meus parabéns pois vocês são o sonho de toda mulher.

segunda-feira, 8 de março de 2010

Lily ou Gisele?

Lily em toda a sua elegância e esbeltez, enfeitando meu quarto.

Posted by Picasa

Oscar 2010

Guerra ao terror detona Avatar. Várias comemorações, primeiro porque Kathryn Bigelow era ex-mulher de James Cameron e a primeira mulher a vencer o prêmio de direção, melhor filme, melhor montagem, melhor roteiro adaptado e mais 5 prêmios. E segundo, Avatar fez uma campanha de marketing tão grande que já era tido como vencedor. O que demonstra que, esse ano pelo menos, uma boa história vence os efeitos especiais. O filme "Avatar", de James Cameron, levou o Oscar de Melhor Fotografia, melhor direção de arte, melhor efeitos visuais (óbvio, viu Cleiton rsrsrs).

Ben Stiller vestido de uma avatar bem estranho, e eu poderia dizer grotesco, entrega prêmio de melhor maquiagem para Star Trek


Kathryn Bigelow - Melhor direção

James Cameron ficou a ver navios - era o Titanic afundando.

Algumas surpresas...

Sandra Bullock como melhor atriz, vencendo figurinhas carimbadas como Meryll Streep - maravilhosa - e Helen Miren, que ganhou ano passado com A Rainha. Todas atrizes de alto calibre e eu ainda não sei porque Bullock venceu. Jeff Bridges, vindo de uma família de excelente atores, ganhou o de melhor ator pelo papel de um músico decadente. Preciso ver. O pior é que nem todos os filmes nomeados, ou vencedores, passam nos cinemas. Pelo menos baixei Precious (melhor roteiro adaptado e a atriz, novata, foi elogiadíssima por Oprah Winfrey) e Guerra ao terror pela internet.

 Trailer The Hurt Locker (Guerra ao terror)


Jeff Brigdes

Um filme argentino a ganhar prêmio de melhor filme de língua estrangeira,"O Segredo dos Seus Olhos", também foi uma surpresa. Um documentário sobre a matança de golfinhos para vender a carne na China também levou um pêmio.
Bem, é isso. Essas são as categorias que me interessam. As famosas piadinhas, que esse ano ficaram a cargo de Steve Martin e Alec Baldwin, não fizeram minha cabeça. Eu gostava mesmo era de Billy Cristal. Mas a gente não pode ter tudo que quer.

sábado, 6 de março de 2010

Sinto muito, mas não sou religiosa.

Pois é. Me desculpei porque parece que, hoje em dia, não fazer parte de uma "religião" organizada, com sede, "pastor" - de qualquer tipo, padre, pastor evangélico, guru etc. - é algo inimaginável e até censurável.

Acho que não preciso de pastores, nem de psicólogos ou psicanalistas. Detesto ser pastorada e/ou pastorar, que quer dizer vigiar, certificar-se de que nenhuma ovelha vai escapar. Que escapem! O que vale é a liberdade - a que pudermos ter - e a felicidade - como cada um puder ser.

Mas eu sei, que as coisas que me deixam feliz, 99,999999999% fazem parte da natureza. Não sei quem as criou, ou se elas foram criadas... por que temos que inventar um criador? O universo existe, porque existe. Ao mesmo tempo, acredito em uma certa organização - que a maioria chamam de Deus. Se algo está em ordem, é porque alguém as pôs ou fez assim. Eu não acho! É difícil para o ser humano não estar ou ter alguém em controle. Organização não é sinônimo de controle.

Mas deixemos de blá, blá, blá esotérico, ou quase... e vejamos exemplos desta organização.

Vejam também um excelente artigo: Mexendo na casca das “religiões" no Coluna do Herzog, por Carlos Santos.










Os raios são lindos... e depois vem aquele barulho que sempre me dá vontade de sair correndo, não de medo, mas de liberdade...




Infelizmente nunca vi um pessoalmente - mas irei ver -, mas as moléculas de neve são um dos mais perfeitos exemplos de ordem do universo.

As conchas... também



As teias. A natureza é estruturada...










Por que tem que haver "alguém" por trás disso? Eu não acredito. Acredito em lógica e racionalidade, mas sem um "cérebro", metaforicamente falando, assim como Deus é uma metáfora para essa força.

sexta-feira, 5 de março de 2010

O Samba da Mais-valia

Recebido por e-mail, enviado por Carlos Eduardo Bastos, Sociólogo - Ênfase em Políticas Públicas
(SC).



Acompanhe a letra no post completo.


Síntese de muitas determinações
A realidade social é feita de contradições
Mas a árvore não pode esconder o arvoredo
Vem o grande analista, revela o segredo
da acumulação de capital

É mais-valia pra cá, É mais-valia pra lá.
Capitalismo é selvagem, É global.
É mais-valia pra cá, É mais-valia pra lá,
Tempo roubado do trabalho social.

Mercadoria é alienação,
Trabalho, salário: a danação
A grana diz ‘trabalho sozinha’,
A fórmula é DMD’.

Síntese de muitas determinações
A realidade brasileira é feita de contradições
Mas o grande analista indicou o caminho
Ninguém pode vencer essa luta sozinho.
É luta de classes e coração.
Tem a novela, meu bem
E tem a Xuxa, também.
Proselitismo tem no Jornal Nacional.



Tem desemprego, meu bem
E tem a dengue, também.
Desigualdade e tortura federal
No Brasil todo foi um ti-ti-ti
Todo mundo pensando
Do Oiapoque ao Chuí
Mas agora é a hora da transformação,
O carnaval traz nossa revolução.

Síntese de muitas determinações
A realidade social é feita de contradições
Mas a árvore não pode esconder o arvoredo
Vem o grande analista, revela o segredo
da acumulação de capital.

O manifesto falou, o comunismo escutou:
Tem que seguir o movimento popular.
O grande mestre mostrou,
A grande escola ensinou:
Dizer o samba no pé, se revoltar

Lá no rio vermelho, Na Filosofia
Descobrir o pandeiro, a cuíca, a magia.
Mas agora é a hora da transformação:
O carnaval traz nossa revolução

quarta-feira, 3 de março de 2010

Meditação 17 (1624)

Um dos textos mais bonitos que já li em minha vida, foi na adolescência, quando li o livro de Hemingway, Por quem os sinos dobram?, que trazia como epígrafe um trecho de uma poesia de John Donne, poeta inglês que viveu entre os séculos XVI/XVII, em pleno período Elizabetano.

O texto vai aqui abaixo, mas para as pessoas que apreciam ler na língua original, o correspondente em inglês está no post completo, é só clicar no READ MORE.

Para mais detalhes sobre o autor, vejam os blogs Alguma Poesia ou Recanto das Palavras.

MEDITAÇÃO 17

(trecho)

"Nenhum homem é uma ilha, completa em si mesma; todo homem é um pedaço do continente, uma parte da terra firme. Se um torrão de terra for levado pelo mar, a Europa fica menor, como se tivesse perdido um promontório, ou perdido o solar de um teu amigo, ou o teu próprio. A morte de qualquer homem diminui a mim, porque na humanidade me encontro envolvido; por isso, nunca mandes indagar por quem os sinos dobram; eles dobram por ti."

[Tradução: Paulo Vizioli]

Nestes tempos de guerra, de fanatismo, de intolerância, estas são palavras que devem ser lembradas.

MEDITATION 17

(excerpt)

No man is an island, entire of itself; every man is a piece of the continent, a part of the main; if a clod be washed away by the sea, Europe is the less, as well as if a promontory were, as well as if a manor of thy friend's or of thine own were; any man's death diminishes me, because I am involved in mankind, and therefore never send to know for whom the bell tolls; it tolls for thee.

Mousse de chocolate huuuuuuuuuuummmmmmmmmmm

Olá minha gente, meu blog não é exatamente o blog de Ana Maria Braga, nem da falecida Ofélia, mas vejo que as receitas fazem muito sucesso. Então resolvi colocar a receita de uma mousse de chocolate que é de revirar os olhos e detonar de vez qualquer intenção de dieta.

INGREDIENTES:
04 gemas
06 colheres de sopa de açúcar
01 lata de creme de leite
01 tablete de chocolate meio amargo picado
04 claras em neve
01 colher de sobremesa de rum (opcional, mas dá um gosto...)

MODO DE FAZER:
Bata as gemas com 4 colheres de sopa de açúcar até dobrar de volume e ficar esbranquiçado, perdendo o cheiro de ovo.
À parte, aqueça o creme de leite em banho-maria e junto os chocolates picados até obter uma mistura lisa e homogênea.
Misture o chocolate derretido com o rum às gemas batidas. Bata por mais alguns minutos e misture, delicadamente, as claras em neve, batidas com o açúcar restante.
Coloque em taças individuais e leve à geladeira por 5 horas. Decore com cerejas ou raspas de chocolate.

Rendimento: 10 a 12 porções.
Calorias: infinitas.

Dicas: Para que a mousse fique mais fofa, bata as claras até espumarem com uma pitadinha de sal, junte o açúcar aos poucos, sempre batendo, até obter um suspiro não muito firme.

Depois você pode me escrever e me culpar por ter engordado uns dois ou três quilos. hehehe.

CORDEL SOBRE O BBB



Este cordel, não é de minha autoria. Quem dera eu pudesse fazer rimas. Mas traduz o que eu penso sobre este infinito e fútil Big Brother Brasil. Título: BIG BROTHER BRASIL, UM PROGRAMA IMBECIL!! No entanto, leiam pois se faz pensar, já serve. Parabéns a Antonio Barreto, que não é meu parente, mas teria orgulho que fosse.

Autor: Antonio Barreto, natural de Santa Bárbara-BA, residente em Salvador.

O educador Antônio Barreto, um dos maiores cordelistas da Bahia, acaba de voltar ao Brasil com os versos mais afiados que nunca depois da polêmica causada com o cordel " Caetano Veloso: um sujeito alfabetizado, deselegante e preconceituoso".
Desta vez o alvo é o anacrônico programa BBB-10 da TV Globo. Nesse novo cordel intitulado "Big Brother Brasil, um programa imbecil" ele não deixa pedra sobre pedra. São 25 demolidoras septilhas (estrofes de 7 versos):

Curtir o Pedro Bial
E sentir tanta alegria
É sinal de que você
O mau-gosto aprecia
Dá valor ao que é banal
É preguiçoso mental
E adora baixaria.

Há muito tempo não vejo
Um programa tão ‘fuleiro’
Produzido pela Globo
Visando Ibope e dinheiro
Que além de alienar
Vai por certo atrofiar
A mente do brasileiro.

Me refiro ao brasileiro
Que está em formação
E precisa evoluir
Através da Educação
Mas se torna um refém
Iletrado, ‘zé-ninguém’
Um escravo da ilusão.

Em frente à televisão
Lá está toda a família
Longe da realidade
Onde a bobagem fervilha
Não sabendo essa gente
Desprovida e inocente
Desta enorme ‘armadilha’.

Cuidado, Pedro Bial
Chega de esculhambação
Respeite o trabalhador
Dessa sofrida Nação
Deixe de chamar de heróis
Essas girls e esses boys
Que têm cara de bundão.

O seu pai e a sua mãe,
Querido Pedro Bial,
São verdadeiros heróis
E merecem nosso aval
Pois tiveram que lutar
Pra manter e te educar
Com esforço especial.

Muitos já se sentem mal
Com seu discurso vazio.
Pessoas inteligentes
Se enchem de calafrio
Porque quando você fala
A sua palavra é bala
A ferir o nosso brio.

Um país como Brasil
Carente de educação
Precisa de gente grande
Para dar boa lição
Mas você na rede Globo
Faz esse papel de bobo
Enganando a Nação.

Respeite, Pedro Bienal
Nosso povo brasileiro
Que acorda de madrugada
E trabalha o dia inteiro
Dá muito duro, anda rouco
Paga impostos, ganha pouco:
Povo HERÓI, povo guerreiro.

Enquanto a sociedade
Neste momento atual
Se preocupa com a crise
Econômica e social
Você precisa entender
Que queremos aprender
Algo sério – não banal.

Esse programa da Globo
Vem nos mostrar sem engano
Que tudo que ali ocorre
Parece um zoológico humano
Onde impera a esperteza
A malandragem, a baixeza:
Um cenário sub-humano.

A moral e a inteligência
Não são mais valorizadas.
Os “heróis” protagonizam
Um mundo de palhaçadas
Sem critério e sem ética
Em que vaidade e estética
São muito mais que louvadas.

Não se vê força poética
Nem projeto educativo.
Um mar de vulgaridade
Já tornou-se imperativo.
O que se vê realmente
É um programa deprimente
Sem nenhum objetivo.

Talvez haja objetivo
“professor”, Pedro Bial
O que vocês tão querendo
É injetar o banal
Deseducando o Brasil
Nesse Big Brother vil
De lavagem cerebral.

Isso é um desserviço
Mau exemplo à juventude
Que precisa de esperança
Educação e atitude
Porém a mediocridade
Unida à banalidade
Faz com que ninguém estude.

É grande o constrangimento
De pessoas confinadas
Num espaço luxuoso
Curtindo todas baladas:
Corpos “belos” na piscina
A gastar adrenalina:
Nesse mar de palhaçadas.

Se a intenção da Globo
É de nos “emburrecer”
Deixando o povo demente
Refém do seu poder:
Pois saiba que a exceção
(Amantes da educação)
Vai contestar a valer.

A você, Pedro Bial
Um mercador da ilusão
Junto a poderosa Globo
Que conduz nossa Nação
Eu lhe peço esse favor:
Reflita no seu labor
E escute seu coração.

E vocês caros irmãos
Que estão nessa cegueira
Não façam mais ligações
Apoiando essa besteira.
Não deem sua grana à Globo
Isso é papel de bobo:
Fujam dessa baboseira.

E quando chegar ao fim
Desse Big Brother vil
Que em nada contribui
Para o povo varonil
Ninguém vai sentir saudade:
Quem lucra é a sociedade
Do nosso querido Brasil.

E saiba, caro leitor
Que nós somos os culpados
Porque sai do nosso bolso
Esses milhões desejados
Que são ligações diárias
Bastante desnecessárias
Pra esses desocupados.

A loja do BBB
Vendendo só porcaria
Enganando muita gente
Que logo se contagia
Com tanta futilidade
Um mar de vulgaridade
Que nunca terá valia.

Chega de vulgaridade
E apelo sexual.
Não somos só futebol,
baixaria e carnaval.
Queremos Educação
E também evolução
No mundo espiritual.

Cadê a cidadania
Dos nossos educadores
Dos alunos, dos políticos
Poetas, trabalhadores?
Seremos sempre enganados
e vamos ficar calados
diante de enganadores?


Barreto termina assim
Alertando ao Bial:
Reveja logo esse equívoco
Reaja à força do mal…
Eleve o seu coração
Tomando uma decisão
Ou então: siga, animal…



FIM
[Recebido por e-mail]

terça-feira, 2 de março de 2010

O Pessoal do Bonesse

A equipe da Bonesse que alegra o nosso almoço no Mossoró WestShopping.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...