Páginas

sexta-feira, 5 de março de 2010

O Samba da Mais-valia

Recebido por e-mail, enviado por Carlos Eduardo Bastos, Sociólogo - Ênfase em Políticas Públicas
(SC).



Acompanhe a letra no post completo.


Síntese de muitas determinações
A realidade social é feita de contradições
Mas a árvore não pode esconder o arvoredo
Vem o grande analista, revela o segredo
da acumulação de capital

É mais-valia pra cá, É mais-valia pra lá.
Capitalismo é selvagem, É global.
É mais-valia pra cá, É mais-valia pra lá,
Tempo roubado do trabalho social.

Mercadoria é alienação,
Trabalho, salário: a danação
A grana diz ‘trabalho sozinha’,
A fórmula é DMD’.

Síntese de muitas determinações
A realidade brasileira é feita de contradições
Mas o grande analista indicou o caminho
Ninguém pode vencer essa luta sozinho.
É luta de classes e coração.
Tem a novela, meu bem
E tem a Xuxa, também.
Proselitismo tem no Jornal Nacional.



Tem desemprego, meu bem
E tem a dengue, também.
Desigualdade e tortura federal
No Brasil todo foi um ti-ti-ti
Todo mundo pensando
Do Oiapoque ao Chuí
Mas agora é a hora da transformação,
O carnaval traz nossa revolução.

Síntese de muitas determinações
A realidade social é feita de contradições
Mas a árvore não pode esconder o arvoredo
Vem o grande analista, revela o segredo
da acumulação de capital.

O manifesto falou, o comunismo escutou:
Tem que seguir o movimento popular.
O grande mestre mostrou,
A grande escola ensinou:
Dizer o samba no pé, se revoltar

Lá no rio vermelho, Na Filosofia
Descobrir o pandeiro, a cuíca, a magia.
Mas agora é a hora da transformação:
O carnaval traz nossa revolução
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...