Páginas

sábado, 23 de janeiro de 2010

A Arte Perdida de Evitar e Administrar Conflitos


Devo admitir que a razão para traduzir esta matéria é para realizar, para mim mesma, o aprendizado que é a administração de conflitos. Pela recorrência, quando se refere a trabalho, vida pessoal, amorosa, o que for, esse parece ser um assunto bastante nevralgico nas relações humanas. Mas o segredo, acho, é sempre continuar tentando.




Nossa relação com os outros parece estar sempre relacionada a fazer nossa existência complicada e estressante. Todos nós devemos admitir que estamos praticamente brigando sobre todas as coisas mais sem significado no mundo desde que a negociação parece ter se tornado uma arte perdida. Entretanto, mesmo sendo difícil, devemos aprender que é melhor desistir às vezes e que nem sempre estamos certos.


Mas se o conflito ainda ocorre lembrem-se que a melhor maneira de resolvê-lo é através da empatia. Imaginem-se na posição do outro e decidam se vale a pena ou não continuar a discussão. Levem os argumentos dos outros em consideração e você conseguirá administrar cada tipo de situação facilmente.


No trabalho - muitos conflitos são causados pelo trabalho e há muitos fatores que, combinados com o alto nível de stress levam a grandes desentendimentos de vez em quando.  Assim o que fazemos quando alguém tenta tomar o nosso posto ou se somos preteridos em uma promoção não importa o quanto tenhamos trabalhado? Definitivamente, a primeira coisa que nos vem a mente é ir e dizer uma porção de coisas às pessoas. Entretanto, mesmo que as ações dos outros não nos afetem não vale a pena em fazer tal coisa; podemos também comprometer nossa posição ao começar uma briga no trabalho. O que podemos fazer é ter uma atitude muito relaxada, fazer o nosso melhor e mostrar a todos que aquele trabalho é nosso e que nele iremos permanecer. Ao mostrar que não nos importamos com as coisas negativas que acontecem ao nosso redor, ganharemos pontos e pareceremos mais professionais.


Se seu chefe é o problema e achamos que ele nos trata, e aos outros, de forma injusta temos todo o direito no mundo de nos queixarmos. Entretanto, é preciso que estejame que podemos demonstrar alguns problemas reais. Fiquemos calmos e não nos esqueçamos que o chefe ainda é uma autoridade! Em casos mais sérios podemos pedir conselhos de um advogado para nos certificarmos de que estamos fazendo a coisa certa.


E se alguém quebrar nossa xícara favorita ou mexer e desorganizar nossos arquivos não façamos uma tempestade por causa disso! Aquela pessoa provavelmente se sente mal o suficiente por causa disso! Uma simples observação será suficiente. Assim como as fofocas, não as deixe chegar até mós. Comentários são parte da vida de todas as pessoas de sucesso.




Em casa – a nossa casa deve ser um lucar para relaxar. Mesmo assim, brigas ocorrem com frequencia na maioria das famílias por causa das tensões do trabalho, frustrações e pouco tempo de convivência podem facilmente nos fazer perder a paciência. Os conflitos familiares são muito difíceis de lidar pois eles nem sempre se baseiam na racionalidade e sentimentos fortes e sofrimentos estão envolvidos. Então, o que podemos fazer?

Pais e filhos: a diferença de gerações sempre causou um monte de discussões seja sobre música, estilo de vida ou amigos. O que devemos saber é que nossos pais só querem nosso bem, mesmo que eles possam parecer um pouco (ou muito)exagerados não faça uma tragédia disso. Certamente, ninguém gosta de ouvir com quais amigos devemos nos dar bem ou sair, mas antes de gritar, pense melhor. Eles podem estar certos ao ver coisas que nós não vemos. E se eles apenas estão tentando nos proteger, discutamos calmamente e expliquemos nossas razões para fazer determinadas escolhas (mesmo se uma grande tatuagem no braço não seja muito fácil de explicar). Aceitem compromisso mesmo não gostando. Provemos que podemos ser responsáveis e que podemos pensar de forma autônoma e, mais importante, não os ofenda ou fale coisas desagradáveis. Você se arrependerá depois!


Casais: quando se refere a casais, o assunto se torna ainda mais complicado já que os sentimentos podem ser atingidos de muitas formas. Gritar, acusar e ameaçar sobre voltar para a casa dos pais não ajudará uma relação, mas irá destruí-la. Uma relação deve sempre ser construída sobre a confiança e respeito, pois é por isso que duas pessoas são capazes de discutir praticamente qualquer assunto sem ficar envergonhado ou com medo. Arranjar algum tempo para o outro resolve a maioria dos problemas, mas quando tiver que encarar os outros faça o possível para não magoar os outros. Palavras raivosas ditas durante uma briga pode criar feridas que são difíceis de curar. Então, pensemos a razão de seu parceiro estar com raiva e não decida desde o começo que você está certo. Escutemos e não tomemos decisões precipitadas, pois arrependimentos não serão úteis mais tarde.




Em qualquer lugar – vemos as pessoas brigando em lojas, hotéis, estacionamentos, na rua; mesmo se não se conhecem, eles encontram uma razão para o conflito. Certamente, há muitas pessoas que não mostram o menor respeito ou que não têm experiência pois são totalmente incapazes de ter um cargo. O que é chato é que estas pessoas aparecem justamente quando menos precisamos delas. Mas, mesmo se olharmos para um atendente incompetente à nossa frente e tivermos vontade de esmurrá-lo, respire fundo, seja polido e espere. Podemos ser insuportáveis também às vezes (OK, talvez não tanto...) e podemos não gostar de tal comportamento. E assim, sendo calmo e respeitoso não faremos as coisas piores ainda do que já são!

Então, mesmo que muitas vezes seja extremamente difícil resistir à tentação de esmurrar alguém, lembremos que há soluções melhores para evitar e administrar um conflito. Tornemos nossa vida e a dos outros simples e aprazível!

Bem... sempre há uma esperança.

FONTE: http://www.zmelifetips.com/advice/the-lost-art-of-avoiding-and-handling-conflicts/
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...