Páginas

sábado, 23 de janeiro de 2010

Meditações

Gosto do que o Walter Franco disse: "Manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranqüilo". Isso não é apenas o que se faz quando se está meditando. Pode servir como uma metáfora para a vida.
A mente quieta pode representar não nos aborrecermos com pequenas coisas ou com coisas que não dependem de nós. Nisto se inclui o trabalho e os outros... aqueles que vivem no planeta com a gente. Todos os 6 e tantos bilhões. As pessoas - inclusive nós - podem ser difíceis às vezes. Mas se preocupar com elas a toa, com o que fazem ou deixam de fazer não compete a nós. Se conseguirmos cumprir esse princípio, muitos aborrecimentos nos serão poupados.
A espinha ereta pode significar também que não devemos nos curvar às coisas ruins ou deixar nosso amor próprio e orgulho de lado por causa de alguém. A não ser se for para pedir desculpas por algo que lhe fizemos. Manter determinados princípios na vida é importante para a nossa paz de espírito e isso inclui não tratar bem uma pessoa por causa de sua posição ou de seu status social. Acho que descobrir o ser humano que há nos outros é parte importante disso. É quando descobrimos pessoas maravilhosas que vivem de forma mais simples que nós e mesmo assim conseguem nos enriquecer.
E, por último, acho que a simplicidade em tudo na vida, desde a forma como organizamos a nossa casa, como falamos com os outros, fruição de prazeres, passagem dos dias etc. mantém nosso coração tranqüilo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...